REFLEXÃO | CARTA DO FILHO AO PAI AUSENTE

Pai, quero que saiba que com o dinheiro da pensão eu não posso comprar amor e carinho no mercado, muito menos tampar os buracos que a sua ausência tem me causado.

Pai, alguém que para mim só serve para por o nome nos documentos (isso quando assume), que só existe mesmo na papelada, porque amor de pai mesmo eu nunca tive nada.

Querido pai, como eu queria que o senhor soubesse todas as coisas que eu tenho sofrido pela falta de um pai comprometido. Queria que soubesse de todos os Dias dos Pais em que passei chorando ou de quando meu aniversário se tornava um dia de decepção, porque “coincidentemente” você sempre estava de ocupado demais.

O senhor pensa que com um único encontro, uma simples conversa, tudo se tornou automaticamente resolvido? Que as feridas foram tampadas, os traumas foram superados, as lágrimas foram secadas e o passado simplesmente esquecido?

E até poderia ter sido, se você tivesse mudado; se começasse a se importar verdadeiramente; se demonstrasse amor; se tivesse comprometimento e se não tivesse achado que, com o seu total desinteresse, já estava tudo perdoado.

Atenciosamente, seu filho abandonado.

Se você leu a mensagem até o fim e gostou, ajude curtindo e compartilhando, além de deixar seu comentário, que é muito importante. ❤🙏

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s